contador de visitas

MED apresenta Propostas de Novos Planos de Estudo no âmbito do INACUA/PAC 2018-2025

A Ministra da Educação fez saber, que o Inquérito Nacional de Adequação Curricular em Angola emerge da necessidade de obter contribuições da sociedade angolana para estruturar referências curriculares diversificadas, apurando melhores condições e possibilidades na melhoria da qualidade do ensino-aprendizagem no país. Neste contexto, o inquérito justifica-se pela necessidade de se implementar as recomendações da Avaliação Global da Segunda Reforma Educativa, relativas à revisão curricular, por conta das insuficiências ligadas ao desempenho dos alunos e dos professores, fraco diálogo entre os saberes universais e locais, deficiente contextualização e recontextualização dos conteúdos programáticos e a fraca relação entre o ensino e a aprendizagem, fundamentalmente ao nível da leitura, interpretação, escrita e do cálculo.A oferta de uma educação inclusiva, integradora e de qualidade, não só no âmbito das agendas internacionais de que o estado angolano é signatário, mas também nas suas próprias agendas como estado soberano, constitui o principal desafio da actualidade para o sector da educação.Trata-se de um processo que visa assegurar uma gestão flexível do currículo, de forma que a escola, dentro dos limites do currículo nacional, tenha a possibilidade de abordar os exemplos, os saberes locais e regionais, que consiste na contextualização e recontextualização dos saberes universais, quer se trate de integração curricular dos diferentes saberes nas suas diversas formas de materialização (transdisciplinaridade, transversalidade, interdisciplinaridade, multidisciplinariedade, pluridisciplinaridade, intradisciplinaridade) o que pressupõe a redução de disciplinas nos planos de estudo ou do atendimento diferenciado dos ritmos de aprendizagem dos alunos.